quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

DMR Rádio Móvel Digital - Promete, mas deve ser analisado com muito cuidado


( resumo do texto, traduzido, do site radio-lectronics.com)

O Rádio Móvel Digital, DMR, é um novo padrão desenvolvido pelo ETSI para atender a crescente necessidade de melhorar a eficiência dos sistemas de comunicações de rádio digital e, em breve, irá substituir a tecnologia TETRA. O protocolo DMR (Rádio Móvel Digital) surgiu na Europa e foi desenvolvido para fornecer, a preços acessíveis, uma solução digital de baixa complexidade, com melhores funcionalidades de voz, dados e outros serviços complementares. Apesar do DMR ser um sistema, de radiocomunicações, definido pelo ETSI a responsabilidade de aprimorar o seu desenvolvimento é função de uma outra organização européia, o objetivo é transformar o DMR em um novo padrão mundial.

O DMR foi projetado para oferecer um melhor custo-benefício, seu objetivo é fornecer ao usuário, opções operacionais com maior funcionalidades mais eficientes e práticas. seus projetistas implementaram processos de atualização bem simples o que permite uma interoperabilidade, entre outras tecnologias, bem flexível. A norma DMR garante que esta tecnologia opera dentro de um espaçamento de 12.5kHz utilizado em bandas de freqüência móvel, a nível mundial, e também capacidade de atender as exigências regulatórias futuras para 6.25kHz.


DMR Digital Mobile Radio básico

O padrão DMR foi desenvolvido para atender às exigências de classes diferentes de usuários, que normalmente estavam utilizando a tecnologia PMR. No caso das Missões Críticas, o DMR para aplicações em que existe necessidade de comunicações com forças móveis, característica que atende as demandas da Segurança Pública e Emergência, em serviços de: radiopatrulha, policiamento a pé, ambulâncias, motocicletas etc. o DMR também tem aplicação em outros setores de Missão Crítica de natureza civil, por exemplo, transportes, construção, fabricas, estaleiro, energia, etc.

A fim de atender a essas necessidades o padrão ETSI para Rádio Móvel Digital prevê três níveis diferentes de sistemas de comunicações de rádio.

· Nível 1: Operação livre sem licança, forma básica de um sistema digital de radiocomunicações, seu objetivo é preencher o mesmo espaço da solução PMR466.

· Nível 2: Exige licença para sua operação, porém oferece um nível elevado de potencia peer to peer e um modo de repetição para proporcionar uma maior cobertura

· Nível 3: exige licença e permite a operação em modo Trunking tem características operacionais semelhantes ao MPT1327.

Rádio Móvel Digital e outras tecnologias

Pode até parecer que o DMR foi criado para competir diretamente com outras tecnologias e, portanto, pode ser considerado como uma solução redundante. No entanto, o DMR foi projetado com o intuito de oferecer vantagens exclusivas e preencher uma exigência do mercado que não estão sendo ofertada por outros serviços, por exemplo:.

· PMR : solução de baixo custo que opera sem a necessidade de uma infraestrutura aplicação utilizada para atender pequenos usuários.

  • TETRA e Projeto 25 (P25): Estas normas são geralmente voltadas para atender Missões Críticas onde é fundamental uma variedade de terminais e uma infraestrutura de grande porte.

ü TETRA (Terrestrial Trunking Radio) as normas para as quais estão sob o controle do ETSI utiliza canais de 25 kHz e suporta várias instalações, incluindo vários grupos de conversação em múltiplas freqüências, inclusive um-para-um, um-para-muitos e muitos-para-muitos, terminais chamadores.

ü P25 (Projeto 25) Na América do Norte da Telecommunications Industry Association, TIA desenvolveu um sistema, para atender as especificações da APCO uma associação formada por Policiais que atuam em radiocomunicações, com o nome Projeto 25 (P25), que tem recursos semelhantes ao TETRA, mas usa o canal de 12,5 kHz, com espaçamento FDMA. Nos atuais projetos esrta tecnologia já está utilizando o TDMA com espaçamento de 12,5 Khz em dois slots de troncalização com aplicação semelhante ao espaçamento de 6,25 Khz utilizado pela tecnologia TETRA.

Ambos os sistemas (TETRA e P25) requerem uma complexa infraestrutura que lhes permitam apresentar um serviço altamente confiável. O DMR é capaz de oferecer uma alternativa de baixo custo que serão mais aplicáveis aos pedidos de menor demanda.

  • MPT1327 e dPMR: A maioria dos negócios PMR é visto entre os usuários de baixa demanda (usuários domésticos e pequenas empresas de comunicação de curto alcance) e de Missão Crítica de pequeno grupos onde não existe infraestrutura (equipes de operações especiais e de resgate). Nessa quadro, o custo é um elemento crítico e todas as facilidades oferecidas pelo TETRA e P25 não são necessários. DMR é visto como oferecendo uma melhoria fundamental nesta área. Ele oferece maior capacidade e eficiência de utilização do espectro, juntamente com melhoria das instalações e confiabilidade. Embora os rádios analógicos e MPT1327 apresentem uma boa resposta existe a necessidade operacional de emprego de uma tecnologia mais moderna e eficiente. Neste ponto o DMR pode fornecer a solução ideal para usuários novos e para aqueles que necessitam de atualização de seu sistema.

Associação DMR:

As bases para a Associação DMR foram estabelecidas em 2005, quando um grupo de empresas que eram potenciais fornecedores de equipamentos DMR assinaram um Memorando de Intenções para o apoio ao ETSI no estabelecimento do projeto DMR como uma nova solução digital de padrão aberto. Estes fornecedores foram: Fylde Micro, Icom, Kenwood, Motorola, Selex, Tait e Vertex Standard.

O trabalho de normalização foi realizado de tal forma que as normas DMR foram supervisionados e emitidas pela própria ETSI.

Então, em 2009, os signatários originais do MOU criaram a Associação DMR (www.dmrassociation.org) que tem como objetivo principal oferecer interoperabilidade entre equipamentos de fornecedores DMR e fornecer informações sobre o padrão DMR.

Normas ETSI para o DMR:

A tecnologia DMR é definida sob as normas do ETSI. Que incluem as seguintes recomendações:

  • TR 102 398: relatório técnico que apresenta uma introdução ao DMR.
  • TS 102 362 peças 1-3: As especificações técnicas definem Rádio Móvel protocolo de testes de conformidade e de teste suites Digital
  • TS 102 490: Esta especificação técnica define a banda estreita ou digital 'PMR protocolo.
  • Relatório Técnico TR 102 335-1: Rádio Móvel Digital Sistema Documento de referência para o nível DMR 1.
  • TR 102 335-2: Rádio Móvel Digital Sistema Documento de referência para o nível DMR 2 (licenciado).

Resumo sobre a tecnologia DMR:

o DMR oferece aos usuários de sistemas de rádio móvel profissional a oportunidade de atualizar seus sistemas PMR da tecnologia analógica para digital. Como a norma do DMR foi desenvolvido para facilitar a fácil migração do analógico para o digital.

3 comentários:

  1. A propósito, meu nome é José Carlos.

    ResponderExcluir
  2. Olá Renato, boa noite.
    Parabéns pela rica postagem. Tenho observado em alguns post e no seu também que o protocolo DMR e P25, apesar da diferença de custo, todos foram desenvolvidos para uso em missões criticas e militares.
    Assim, gostaria de saber se as duas plataformas falam entre si, se são compatíveis. Se tenho um Motorola com P25, consigo falar com um Vertex com DMR ?

    Sds,

    Carlos Mesquita

    ResponderExcluir
  3. Essas duas plataformas não se conversam caro amigo. A P25 é totalmente fechada e não pode ser integrada a DMR, portanto uma das suas maiores qualidade (P25) seria a criptografia avançada, que no caso a DMR já possui e é muito mais em conta. Abraços!!!

    ResponderExcluir

Obrigado! Sua participação é bem-vinda, contudo para evitar qualquer mal entendido vamos analisar sua opinião de forma democrática.

Newsgula Headline Animator

Arquivo do blog